Recentemente, através de um comentário efetuado no Facebook pelo Vereador Luís Nascimento, e contrariando tudo o que seria normal, ficámos a saber que o Mercado Municipal Sul, da Baixa da Banheira, inaugurado em 29 de Julho de 1993, não é propriedade do Município da Moita!

Falamos de um Equipamento Público! Pelo menos assim o julgávamos ser, onde a Autarquia cobra as bancas aos Comerciantes e lojistas, faz a gestão do seu espaço interior, executando obras no seu espaço, participando até em reuniões de condóminos.

O responsável pelo Pelouro que faz a gestão dos Mercados Municipais, Vereador Nascimento, afirma que aquele espaço não tem qualquer documento que justifique a gestão do mesmo.

Confrontado com esta situação, o mesmo não desmentiu! Já o Presidente da Câmara Municipal, não foi capaz de uma explicação cabal e plausível para os factos apresentados.

Por fim, de acordo com as informações dadas, parece que toda esta situação se trata unicamente de um “acordo de boca” que além da construção do Mercado Municipal em terrenos municipais, envolverá os terrenos da Zona NOPQ no Vale da Amoreira.

Terrenos esses que já por diversas vezes fizeram do GOP (Grandes Opções do Plano), como terrenos municipais disponíveis para venda.

Passadas quase três décadas, da inauguração deste espaço, somos confrontados com uma “negociata”, que se manteve “encapotada” ao longo dos anos, e contou com a conivência, a falta de resolução, por parte dos mais diversos atores políticos que sobre a área tiveram responsabilidade.

Nada mais, nem menos, se pode exigir que não seja, um total apuramento das responsabilidades políticas! E consequentemente jurídicas sobre a questão.