O insucesso escolar está hoje em debate na Escola Secundária Sebastião da Gama numa sessão do Parlamento dos Jovens, pelo círculo de Setúbal, que contou com as participações do vereador da Câmara Municipal Pedro Pina e do deputado Eduardo Cabrita.

A sessão distrital de Setúbal do Parlamento dos Jovens, para o ensino básico, organizada pelo Ministério da Educação, conta com a participação de 48 alunos em representação de 12 escolas de todo o distrito.

A apresentação e debate de propostas de combate ao insucesso escolar dá o mote à sessão plenária, na qual é votada a melhor proposta a apresentar, posteriormente, na sessão de âmbito nacional a realizar no início de maio na Assembleia da República com a participação de escolas de todo o País.

O vereador com o pelouro da Educação da Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina, sublinhou na abertura da sessão a importância do voto, instrumento através do qual é estabelecido um contrato entre a população e os seus representantes para que estes tomem decisões em nome de todos. “Por isso, lembremo-nos de que, sem se votar, sem escolher, está-se a depositar nas mãos dos outros o nosso próprio destino.”

O autarca salientou ainda que, “mais do que votar, participar é importante”, realçando a pertinência de iniciativas como o Parlamento dos Jovens, ação com a capacidade de transmitir aos mais novos a forma como funciona “a democracia representativa tal como ela é”.

O deputado Eduardo Cabrita, que participou, ainda, num período de perguntas e respostas com os jovens dos 2.º e 3.º ciclos presentes no auditório da Escola Sebastião da Gama, recordou que “a Assembleia da República é a voz de todos os portugueses” e frisou que o envolvimento dos alunos na sessão de hoje constitui “os primeiros passos para uma cidadania ativa”.

O diretor-geral dos Estabelecimentos Escolares, José Duarte, felicitou “a participação voluntária dos jovens” e a “apresentação de ideias”, algo que deve ser levado em linha de conta por todos.

A diretora da Secundária Sebastião da Gama, Fernanda Oliveira, presente na abertura do encontro, realçou que são iniciativas como estas que “fazem cumprir um dos principais objetivos da Escola: formar cidadãos”.

A sessão de hoje, destinada ao ensino básico, foi a segunda de duas, tendo-se realizado ontem, no mesmo estabelecimento de ensino, uma outra de âmbito distrital, mas orientada para o secundário, em que participou o deputado Paulo Ribeiro, numa organização do Instituto Português do Desporto e Juventude.

“Ensino Público e Privado: Que desafios?” foi o tema do debate de ontem, no qual também foram votadas propostas a apresentar pelos jovens representantes das escolas secundárias do círculo eleitoral de Setúbal na sessão a realizar na Assembleia da República no final de maio.

Partilhe esta notícia